TOCA A PESCAR
3.9.09

 

Sempre que programamos uma pescaria,  a nossa principal preocupação é conseguir garantir alguns peixes no balde.
Ficamos tão agarrados a essa ideia que, muitas vezes, deixamos de nos preocupar com uma das principais armas para conseguirmos alcançar esse objectivo : O Isco.
Ele é uma peça essencial numa boa pescaria e a sua principal função é despertar os sentidos dos peixes -
 Visão, Olfato, Audição e Paladar, e atraí-los para o nosso anzol.

 Vamos então conhecer um pouco mais sobre os sentidos desse que é o nosso "Nobre Companheiro".
 
  Visão
Pescador que se preze usa todos os recursos disponíveis para que o peixe tenha uma visão do isco como algo natural, tentador e apetitoso.
Discute-se muito se o peixe é capaz de distinguir cores, no entanto, a cada dia que passa o mercado dos artificiais possuem colecções cada vez mais coloridas.
Um grande número de pesquisadores afirma que os peixes distinguem cores e detectam variações imperceptíveis ao olho humano.
Por outro lado, há quem afirme que o animal ve somente o preto, o banco e as suas variações.
 
  Olfato:
Embora não tenham nariz, os peixes possuem fossas nasais dotadas de células ligadas às fibras do nervo olfativo, extremamente desenvolvido nos peixes.
Este apontamento é de grande importância no decorrer de uma pescaria pois poderemos de forma inconsciente apresentar ao peixe odores que poderão repeli-los tais como : fumo, combustível, lubrificantes, desodorizantes, vestígios de sabão, fruta e espante-se, até mesmo aquelas gotas de urina que possam ter saltado para a nossa mão num momento de aperto.
No entanto, o mais importante dos odores é gerado pelo próprio peixe.
Algumas espécies quando submetidas a um alto nível de stress, exalam uma substância chamada schrecksoffen.
Ela serve como alarme aos outros peixes, indicando que existe perigo presente.
Portanto, quando nos encontramos  num pesqueiro muito produtivo e após uma boa luta o peixe foge, o local provavelmente ficará improdutivo, e se chegar mesmo a haver contacto, as suas mãos também.
Se pratica o catch & realise É aconselhável, antes de pegar no peixe, molhar as mãos ou pegá-lo com um pano húmido, e depois de soltá-lo lavar bem as mãos com água da própria represa/lago/rio.
Os movimentos de fuga, juntamente com o stress do peixe, podem criar um ambiente impróprio para a pesca durante algum tempo.
 
  Audição:
Embora o peixe não possua orelhas, um ouvido interno possibilita que ele ouça sons que variam de 30 a 3.000 vibrações por segundo (o homem ouve até 30.000).
No entanto, a velocidade do som no ar propaga-se a 340 metros por segundo e na água 1.400 metros por segundo.
Embora o peixe ouça menos, ele capta as informações de forma muito mais rápida.
Por isso é importante o "silêncio" na pesca.
 
  Paladar:
Os peixes têm o paladar bastante apurado, devido ao grande número de tubérculos que ocupam sua boca e barbatanas.
Como o meio aquático tem a capacidade de transportar e espalhar as partículas responsáveis pela sensação de sabor,
elas chegam até os peixes, fazendo com que o animal se sinta atraído ou repelido pelo paladar que está a captar.
 
 
 
in:Pesca@pt
link do postPor tocaapescar, às 12:48  Comenta
 O que é?

TOCA A PESCAR
pesquisa
Pesquisa personalizada
mais sobre mim
Setembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
12

13
14
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


pub
arquivos
pub
blogs SAPO